terça-feira, 27 de junho de 2017

Justiça determina exumação do corpo de Salvador Dalí



Mulher espanhola luta na Justiça para ser reconhecida como filha do pintor, segundo 'El País'. Juíza de Madrid ordenou teste de paternidade com DNA do cadáver.



Uma juíza de Madrid ordenou a exumação do corpo do pintor Salvador Dalí, morto em 1989, para um teste de paternidade, noticiou a imprensa espanhola nesta segunda-feira (26). De acordo com o jornal "El País", Maria Pilar Abel Martinez, que nasceu na cidade de Girona em 1956, entrou com uma ação para ser reconhecida como filha do artista.

Segundo a decisão, estudos do DNA do cadáver de Dalí são necessários já que não há outros restos biológicos ou pessoais adequados para o teste. Ainda cabe recurso à sentença.

Corpo de Salvador Dalí será exumado para teste de paternidade


O pintor, maior nome do surrealismo, está enterrado em um museu em Figueres, cidade espanhola em que nasceu. Ao "El País", o advogado de Maria Pilar, Enrique Blánquez, disse que ainda não há data definida para a exumação, embora ele acredite que ela ocorrerá em julho.

De acordo com o jornal, a mulher luta para ser reconhecida como filha de Dalí desde 2007. Sua mãe, que era de Pineda de Mar (província de Barcelona), lhe contou ter mantido uma relação clandestina com o pintor em Portlligat, onde trabalhava como empregada de uma família que passou uma temporada no local.

Em 1955, ela deixou o trabalho e voltou a Castelló d'Empúries. Lá casou-se e, meses depois, em 1º de fevereiro de 1956, teve sua filha. "Tenho esperança de que, após três testes de DNA, dos quais eu nunca vi os resultados, desta vez vamos chegar ao final [do processo]", afirmou Pilar ao "El País" em 2015.

Se for reconhecida como filha de Dalí, ela poderá ter direito a levar seu nome e direitos autorais de suas obras, mas isso terá que ser objeto de um outro processo.

[Foto: Roger Higgins/United States Library of Congress's Prints and Photographs division - fonte: www.g1.globo.com]




Nenhum comentário:

Postar um comentário