quinta-feira, 27 de abril de 2017

Americanos fazem teste de português para acesso à universidade pela primeira vez

Cerca de 55 estudantes dos Estados Unidos vão realizar esta sexta-feira os primeiros exames de língua portuguesa que oferecem créditos no acesso às principais instituições de ensino superior americanas.
Segundo dados da American Councils for International Education enviados à Lusa, 55 alunos, de 11 escolas diferentes, inscreveram-se para o exame até ao fecho das inscrições.

"É um número bem significativo, tendo em conta o curto período que tivemos para promover o exame. Temos de pensar nos benefícios a médio e longo prazo, sobretudo para os alunos que pretendem créditos ou seguir estudos em língua portuguesa no ensino superior", explicou à agência Lusa o adjunto da Coordenação do Ensino de Português nos EUA, João Caixinha.

Os alunos concentram-se em sete Estados, sendo Massachusetts e Nova Jérsia os que têm mais inscritos.
Werner Whotke, o diretor de testes do American Councils for International Education, disse a João Caixinha que o número de inscritos "é superior a outras línguas que passaram pelo mesmo processo", como é o caso do russo, que no primeiro ano de oferta teve 20 alunos inscritos.
"Todo este processo requer uma maior divulgação junto dos meios de comunicação social locais, organizações profissionais ligadas ao ensino de português, bem como junto da comunidade educativa e das escolas interessadas e com os recursos e logística apropriada. Julgo que teremos, no próximo ano, muitas mais escolas a candidatarem-se", explicou o responsável.
João Caixinha acredita que esta iniciativa "significa uma grande vitória para a língua portuguesa e para a comunidade educativa" e que "irão aumentar o número de alunos inscritos nos ensinos básico, secundário e superior".
"Será, sem dúvida alguma, uma oportunidade para muitos alunos nos EUA verem agora reconhecidas e certificadas as suas aprendizagens em língua portuguesa", diz.
Atualmente, cerca de 16 mil alunos aprendem português em 383 escolas comunitárias distribuídas pelos EUA.
No ensino superior, entre 2009 e 2014, a língua cresceu 10,1%, sendo a terceira língua com maior crescimento num período em que diminuiu o número de alunos que estudam idiomas estrangeiros.
Existem agora 12.415 alunos a aprender a língua portuguesa, mais do dobro do que existia em 1990 (6.118), enquanto o número de instituições com aulas de português aumentou de 221, em 2009, para 238, em 2013.
O exame realiza-se na sexta-feira, a nível nacional, e é realizado 'online'.
A prova tem uma duração total de três horas, compreendendo um intervalo de 15 minutos entre as duas primeiras componentes e as duas últimas.


[Fonte: www.dn.pt]

Nenhum comentário:

Postar um comentário